• Carlos Berti

Redução de juros da Caixa entra em vigor na segunda-feira.

Construtoras oferecem promoções para fecha

por Pollyanna Brêtas - 21/09/2018

Na próxima segunda-feira, dia 24, começam a valer as novas taxas de juros da Caixa Econômica Federal (CEF) para o financiamento de imóveis com avaliação de até R$ 1,5 milhão, enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). Os juros passam de 9,5% ao ano para 8,75% ao ano. A medida, anunciada na última semana, trouxe expectativas positivas para setores do mercado imobiliário.

Para o presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-RJ) e CEO da Brasil Brokers, Cláudio Hermolin, toda decisão que permite maior acesso ao crédito vai ajudar a alavancar o mercado e ainda atravessa a crise.

— A possibilidade de ter casa própria com crédito e taxas menores fora do SFH faz uma grande diferença até porque o novo limite para uso do saldo da conta vinculada do FGTS para imóveis de até R$ 1,5 milhão só vai entrar em vigor em janeiro do ano que vem. Então, é uma forma de ajudar as construtoras a reduzirem seus estoques nesse segundo semestre e trazer mais competição entre os bancos — ressalta Hermolin.

Marcio Cardoso, presidente da Sawala, também acredita que a redução da Caixa vai impulsionar o setor.

— É uma boa notícia sim, ainda mais considerando o fato de que os imóveis já estão em um momento de muita oportunidade, com preço e liquidez, e aí vem um incentivo de financiamento mais barato, o que estimula o comprador e aumenta a procura. É uma decisão favorável e é um bom momento para comprar o imóvel — afirma Cardoso.

Sanderson Fernandes, diretor da Avanço Realizações Imobiliárias, lembra que a Caixa é um termômetro para o mercado. Ou seja, os bancos privados podem acompanhar o movimento de redução, fazendo com que o interessado possa escolher a melhor negociação.

— A redução da Caixa é um fator muito importante para o mercado, pois, você tem as taxas menores e, ao mesmo tempo, as construtoras que estão com estoques têm feito ações não só no valor do imóvel como também em benefícios para o cliente. A decisão da Caixa, com certeza, vai aumentar o percentual de vendas e diminuir o estoque. Será um incentivo para as construtoras pensarem em lançamentos — avalia Fernandes.



0 visualização

©2018 por Carlos R. Berti Avaliador. Todos os direitos reservados.